中文 Portuguese English

1ª leitura (Prov 31,10-13.19-20.30-31): Como é difícil encontrar uma mulher de valor! É mais valiosa que as pérolas. Ao marido que tem confiança nela jamais faltará coisa alguma. Enquanto ele durar, ela proporciona-lhe o bem e nunca o mal. Ela procura lã e linho e trabalha de bom grado com as suas mãos. A sua mão pega na roca e os seus dedos fazem girar o fuso. Estende o braço ao infeliz e abre a mão ao indigente... O encanto é falaz e a beleza é vã, mas a mulher que teme o Senhor é digna de louvor.

 

2ª leitura (1Tes 5,1-6): Irmãos, quanto ao tempo e ao momento (em que isto acontecerá), não há necessidade de que vos escreva. É que, na realidade, vós próprios sabeis perfeitamente que o dia do Senhor chega como um ladrão; chega de noite. Quando se disser: «Tudo está em paz e segurança», então de repente abater-se-á a ruína, tão de repente como as dores de parto à mulher grávida. E não se poderá escapar. Mas vós, irmãos, não estais nas trevas, de modo que esse dia vos surpreenda como um ladrão. Vós sois todos filhos da luz e filhos do dia. Nós não somos nem da noite nem das trevas. Não durmamos, pois, como os outros, mas estejamos sempre vigilantes e sóbrios.

 

Evangelho (Mt 25,14-30): (O Reino do Céu) é como um homem que, antes de deixar a casa para uma longa viagem, chamou os servos para lhes confiar os seus bens. A um deu cinco talentos, a outros dois e a outro um; a cada qual segundo as suas capacidades. Depois partiu de viagem... Passado muito tempo, o senhor desses servos regressou e pediu-lhes contas. Então o que tinha recebido cinco talentos aproximou-se e entregou-lhe outros cinco, dizendo: «Senhor, tu confiaste-me cinco talentos. Olha, aqui estão outros cinco que eu ganhei!». O Senhor disse-lhe: «Muito bem, servo bom e fiel. Uma vez que foste fiel em coisas de pouca monta, muito te confiarei. Entra no gozo do teu senhor»... Veio finalmente o que tinha recebido um só talento: «Senhor, disse ele, sempre te conheci como homem exigente, que ceifas onde não semeaste e recolhes onde não espalhaste. Por isso, por medo, fui esconder o teu talento na terra. Aqui está o que te pertence». O senhor respondeu-lhe: «Servo mau e preguiçoso! Sabias que eu ceifo onde não semeei e recolho onde não plantei. Pois bem, devias ter depositado o meu dinheiro no banco e, no meu regresso, eu teria levantado o meu dinheiro com juros». Tirai-lhe, pois, o talento... A esse servo inútil lançai-o lá fora nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes.

澳門家辣堂街十三號地下 Rua de Santa Clara, No.13, Macau TEL: +853 2832 3209 Fax: +853 2832 2976 P.O.Box: 3010 Email: info@peacemacau.org